Apple pode estar prestes a fazer a maior aquisição de sua história

18 Set 2017 Fonte: OlharDigital Mundo Online
Apple

Apple

Após comprar a fabricante de fones de ouvido Beats, em 2014, por US$ 3 bilhões, a Apple pode estar prestes a abrir os cofres novamente em uma aquisição bilionária. A empresa de Cupertino estaria negociando a compra de parte da fábrica de chips de memória da Toshiba.

A informação foi divulgada pela agência de notícias Bloomberg, mas as empresas citadas não confirmaram e nem negaram o interesse na aquisição. Segundo a Bloomberg, a Apple deve pagar mais do que os US$ 3 bilhões investidos na Beats para adquirir 16% dos negócios de chips da Toshiba.

 

 

Veja também:Tim Cook: produtos da Apple não são feitos para os ricos

Samsung tem grande participação nos prováveis problemas do iPhone X

Conheça a Huawei, a chinesa que superou a Apple no mercado de celulares

 

A aquisição seria feita através de um consórcio liderado pela Bain Capital. Além da Apple, Dell e Seagate também estariam no grupo de possíveis novos donos da fábrica de chips da Toshiba. A compra pode ser concluída ainda neste mês. A Bain Capital confirmou que está em meio a uma negociação com a Apple e com a Dell, mas não disse se essa negociação tem a ver com a Toshiba.

 

O objetivo da Apple com o negócio é puramente estratégico. Há alguns meses a Toshiba vem procurando alguém para comprar sua divisão de chips, que a empresa usa para desenvolver unidades de memória. A principal interessada na compra seria a Western Digital, que, nos últimos anos, vem se tornando uma gigante do setor, adquirindo diversas empresas, como a SanDisk, Hitachi, Upthere e outras.

 

Junte isso ao fato de que a indústria de chips é dominada em 40% pela Samsung, e temos aí um setor controlado, na maior parte, por apenas duas grandes companhias. Se o negócio de chips da Toshiba também caísse nas mãos da Western Digital, ficaria cada vez mais difícil para a Apple negociar preços na compra desses componentes para a fabricação de iPhones e iPads.

 

Vale lembrar que a Apple já depende da Samsung no fornecimento de telas OLED para o iPhone X e na fabricação de diversos outros componentes internos dos seus produtos, incluindo processadores. Comprar a fábrica da Toshiba, portanto, seria uma forma de reduzir essa dependência.