Áreas de soja: confira a previsão do tempo para quarta e quinta-feira

8 Abr 2020 Agricultura e Pecuária
Áreas de soja: confira a previsão do tempo para quarta e quinta-feira

Áreas de soja: confira a previsão do tempo para quarta e quinta-feira

A região Sul do Brasil segue com a previsão de clima seco nos próximos dias. O mesmo acontece com as áreas de soja de São Paulo. Chuvas mesmo só em parte do Nordeste, Minas Gerais, parte norte do Centro-Oeste e Norte. As temperaturas caem bastante no Sudeste e Sul do país neste dois dias.

 

A partir de agora deixaremos um espaço para que os leitores peçam a previsão de 15 dias para sua região. Elas serão divulgadas na previsão do tempo do dia seguinte (publicada pela manhã na página do Projeto Soja Brasil). Para isso, ao final da página, no campo “Deixe um comentário”, basta colocar o nome completo e a cidade para a previsão do tempo e conferir no dia seguinte, no final do texto!

 

 

 

No fim do texto, daremos a previsão de chuvas e temperaturas para o leitor Cristiano Joner, de Alto Paraíso, Rondônia!

SUL

As lavouras de soja do sul do país não devem registrar chuvas nestes dois próximos dias. Nesta quarta-feira as temperaturas máximas não passam dos 14°C no Rio Grande do Sul e Santa Catarina e 22°C no Paraná.

Na quinta-feira terá uma elevação nas temperaturas com as máximas chegando a 20°C no Rio Grande do Sul, 16°C em Santa Catarina e 26°C no Paraná.

 

 

 

SUDESTE

As chuvas seguem espalhadas por todo o estado de Minas Gerais nesta quarta-feira, 8. Entretanto os maiores acumulados acontecem longe das áreas de soja. Na principal região produtora, o triângulo mineiro, os volumes não passam dos 2 mm. Em São Paulo as áreas de soja devem ter um dia mais seco, chuvas mesmo só na divisa norte com Minas Gerais. As temperaturas caem mais no sul dos estados durantes as manhãs, com mínimas de 16°C.

Na quinta-feira, as chuvas seguem atuando sobre Minas Gerais e os maiores acumulados acontecem ali em Unaí, com mais de 20 mm. Em São Paulo o tempo permanece seco. Um corredor de frio segue atuando desde o sul de São Paulo até o leste e centro de Minas Gerais, com as mínimas ficando em torno de 14°C, durante a parte da manhã.

 

 

 

CENTRO-OESTE

Nesta quarta-feira a chuva dá um trégua no sul de Mato Grosso do Sul, também sob influência da massa de ar frio e seco que atua sobre a região Sul. Pancadas de chuva acompanhadas de temporais isoladas seguem ocorrem no sudeste de Mato Grosso, sul de Goiás e extremo norte de Mato Grosso do Sul. Maiores volumes ainda são esperados para o noroeste de Mato Grosso e leste de Goiás. As temperaturas diminuem consideravelmente no início do dia no sul de Mato Grosso do Sul.

Na quinta-feira, o sul do estado de Mato Grosso segue com tempo firme e temperaturas mais baixas, ainda por conta da atuação da massa de ar mais frio e seco. Nas demais áreas pancadas de chuva ocorrem mais concentradas ao período da tarde. No noroeste de Mato Grosso segue chovendo de forma mais volumosa e na metade norte de Goiás são esperados acumulados mais significativos. Chuva acompanhada de temporais podem ocorrer entre o sudeste de Mato Grosso e norte de Mato Grosso do Sul.

NORDESTE

A região oeste da Bahia, principal produtora de soja, segue com a previsão de poucas ou nenhuma chuva. Em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães os volumes não ultrapassam a casa dos 2 mm. No Piauí o tempo segue seco. Enquanto no Maranhão as instabilidades atuam somente na parte norte do estado e de maneira manchada.

Na quinta-feira, 9, o Maranhão verá as chuvas se espalharem pelo estado, mas ainda de maneira manchada, com acumulados de no máximo 10 mm em Imperatriz. NO Piauí as chuvas retornam para a parte norte do estado e os volumes máximos podem superar os 20 mm ali pr´próximo a Teresina. Na Bahia o cenário é o mesmo do dia anterior, algumas chuvas manchadas atuam sobre a parte oeste do estado. A diferença é que os volumes devem ser um pouco maiores que no dia anterior, chegando a 50 mm em Correntina.

NORTE

Na quarta-feira a expectativa é de chuva mais volumosa entre o Amazonas e oeste do Pará e norte de Rondônia, por conta da combinação de calor e umidade. No Tocantins a chuva ocorre de forma mais irregular e menos volumosa.

Na quinta-feira ainda com chuva volumosa em Rondônia, Amazonas e no estado do Pará. Chuva forte com potencial para trovoadas ocorre no norte do Pará e no sul do Amapá. Nas demais áreas pancadas de chuva ocorrem no período da tarde.

Pedido dos leitores

Cristiano Joner, de Alto Paraíso, Rondônia!