Argentina tem nova variedade de milho transgênico

8 Out 2019 Fonte: Agrolink Agricultura e Pecuária
Argentina tem nova variedade de milho transgênico

Argentina tem nova variedade de milho transgênico

O Ministério da Alimentação e Bioeconomia do Ministério da Produção e Trabalho da Argentina aprovou em 1º de outubro a comercialização de um novo organismo vegetal geneticamente modificado (OGM) na Argentina. Depois de passar por todas as rigorosas avaliações realizadas pela Comissão Consultiva Nacional de Biotecnologia Agrícola (Conabia), o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agrícola (Senasa) e o Subsecretário de Mercados Agrícolas do Ministério da Agricultura, endossou especificamente um novo milho Bt desenvolvido pela Monsanto, com resistência a insetos e herbicidas (glifosato e glufosinato de amônio). 

 “Autorizar a comercialização das sementes, dos produtos e subprodutos dela derivados dos eventos de milho MON-87427-7 x MON-89Ø34-3 x SYN-IR162-4 x MON-ØØ6Ø3-6 (OCDE), as combinações intermediárias e toda a progênie derivada dos cruzamentos deste material com qualquer milho não geneticamente modificado”, indica a resolução oficial. 

Esta é a 60ª semente transgênica aprovada na história da Argentina, desde a primeira soja RR (tolerante ao glifosato), autorizada em 1996, segundo registros da Conabia. Um fato relevante é que o ritmo de aprovação dos OGMs foi aprimorado durante a administração de Mauricio Macri, sendo que em quatro anos, foram aprovados 24 desenvolvimentos transgênicos, quase metade de todos os autorizados nos últimos 23 anos. 

A aprovação do milho foi anunciada pelo ministro da Agricultura, Luis Miguel Etchevehere, durante um evento de biotecnologia. Na ocasião, ele disse que falou sobre investimento em ciência. “Este anúncio tem a ver com a importância de continuar estimulando o desenvolvimento científico em uma estrutura de agronegócio sustentável”, afirmou Etchevehere.