Athletico volta à Libertadores com chegadas e saídas; veja o que mudou desde o último jogo

15 Set 2020 Fonte: Por Monique Silva — Curitiba Esportes
Athletico enfrentou o Colo-Colo na segunda rodada da Libertadores — Foto: REUTERS/Ivan Alvarado

Athletico enfrentou o Colo-Colo na segunda rodada da Libertadores — Foto: REUTERS/Ivan Alvarado

Athletico retoma a disputa da Libertadores nesta terça-feira, quando enfrenta o Jorge Wilstermann, às 19h15 (de Brasília), no Estádio Felix Capriles, em Cochabamba, na Bolívia, pela terceira rodada da competição. O ge acompanha o jogo em Tempo Real.

O torneio continental foi interrompido após duas rodadas da fase de grupos por conta da pandemia do coronavírus. Com isso, o Furacão entrou em campo apenas duas vezes na Libertadores, ambas em março: venceu o Peñarol por 1 a 0, na Arena da Baixada, e perdeu para o Colo-Colo, no Chile, pelo mesmo placar.

Nas duas rodadas o Athletico foi comandado pelo técnico Dorival Júnior, que acabou demitido no final de agosto. Nos dois jogos, ele escalou o mesmo time (relembre abaixo).

Em março, o goleiro Santos estava machucado e foi substituído por Jandrei, que foi expulso na partida contra o Colo-Colo. Na direita, Adriano era o titular, mas o jogador rescindiu com o clube em comum acordo, em agosto. Na zaga, Bambu fez dupla com Thiago Heleno e em abril depois foi vendido para o Nice-FRA.

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO GRUPO DE WHATSAPP DO SITE PORTAL PALOTINA:
SE VOCÊ ESTA EM ALGUM GRUPPO DO PORTAL NÃO TEM NESSEIDADE DE ENTRAR

CONTINUAR LENDO DEPOIS DA PUBLICIDADE                                                                                               

Contra Peñarol e Colo-Colo, Dorival colocou durante os jogos o meia Marquinhos Gabriel, que também já não está mais no clube. O jogador rescindiu com o Athletico, em comum acordo, e voltou para o Cruzeiro.

Desde a saída de Dorival quem está no comando interino do Athletico é Eduardo Barros. Ele comandou a equipe nas últimas quatro partidas pelo Brasileirão (Bragantino, Botafogo, Vasco e Coritiba).

Durante a paralisação da Libertadores, o Athletico trouxe nomes como o zagueiro Aguilar e Pedro Henrique, os volantes Richard e Jaime Alvarados, além dos atacantes Walter e Geuvânio. Os últismos reforços a chegar no elenco foram os meias Ravanelli e Jorginho, e o atacante Fabinho.

Daquele time para o atual que vai enfrentar o Jorge Wilstermann são sete mudanças entre os titulares, além da troca de treinador. Compare as escalações abaixo:

  • Athletico contra o Colo-Colo (março de 2020): Jandrei; Adriano (Vitinho), Bambu, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Wellington; Erick (Marquinhos Gabriel), Léo Cittadini, Nikão e Carlos Eduardo (Jajá); Guilherme Bissoli.
  • Provável Athletico contra o Jorge Wilstermann: Santos; Jonathan, Felipe Aguilar, Pedro Henrique e Márcio Azevedo; Wellington; Erick, Christian, Geuvânio e Fabinho; Guilherme Bissoli.

 

Formação que jogou contra o Colo-Colo, em março, e o provável Athletico que vai enfrentar o Jorge Wilstermann, na retomada da Libertadores — Foto: ge

Formação que jogou contra o Colo-Colo, em março, e o provável Athletico que vai enfrentar o Jorge Wilstermann, na retomada da Libertadores — Foto: ge

Contra o Jorge Wilstermann, Barros não terá a presença do volante Léo Cittadini e do meia-atacante Nikão, vetados com entorse de tornozelo, além do zagueiro Thiago Heleno, que não joga na altitude. Jandrei, que seria goleiro reserva, cumpre suspensão.

O Athletico enfrenta o Jorge Wilstermann nesta terça-feira, às 19h15 (horário de Brasília), no Estádio Felix Capriles, pela terceira rodada do torneio continental.

O Furacão está no Grupo C, ao lado do Jorge Wilstermann (Bolívia), Peñarol (Uruguai) e Colo-Colo (Chile). Todos têm três pontos na tabela.