Atlético focado no grande jogo do ano na Arena da Baixada

6 Nov 2018 Fonte: Tribunapr Esportes
Atlético focado no grande jogo do ano na Arena da Baixada

Atlético focado no grande jogo do ano na Arena da Baixada

O Atlético se prepara para o jogo mais importante do ano, até o momento, na Arena da Baixada. Nesta quarta-feira (07), o Furacão recebe o Fluminense para os primeiros 90 minutos da decisão que vale vaga na grande final da Copa Sul-Americana. A expectativa, além de um bom público – talvez o maior do ano no estádio -, é que o Rubro-Negro possa aproveitar o fator casa para abrir uma vantagem para o jogo da volta, que acontecerá no dia 28 de novembro, no Maracanã.

Ainda que o jogo do último domingo (04), contra o Internacional, tenha sido indigesto para o Furacão, que perdeu por 2×1 com um pênalti inexistente assinalado e convertido nos acréscimos, o técnico Tiago Nunes garantiu que o elenco não vai se abalar.

“Os fatos que aconteceram nos fortalecem em termos de coletividade, de espírito de equipe. Agora é ter calma, avaliar o que o Fluminense pode oferecer. É uma equipe muito qualificada, que mereceu estar na semifinal, assim como nós”, avaliou Nunes sobre a partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

Apesar de ter sido Campeão Paranaense deste ano e de ainda estar brigando pelo G6 do Brasileirão, é a competição continental que sempre foi o foco do time, afinal o campeão garante vaga para a próxima edição da Libertadores, maior disputa da América do Sul. Estar em uma reta final de uma grande disputa, é o combustível que faltava para fazer com que o Furacão pegue fogo dentro de seu estádio. A projeção é de que o jogo tenha o maior público do ano na Baixada, ultrapassando o total de 25.721 pessoas presentes na final do Estadual.

Esta é a terceira vez em toda a história do Atlético que o time chega à uma fase semifinal de uma competição continental. Em 2005 o Rubro-Negro chegou à final da Libertadores e em 2006 foi até à semifinal da Sul-Americana. Caso vença fará uma final inédita na disputa.
Na trajetória do time na competição, neste ano, ao fator casa foi fundamental. Na primeira fase, vitória por 3×0 em cima do Newell‘s Old Boys, da Argentina. O triunfo garantiu o time na segunda fase, mesmo sendo derrotado por 2×1 na casa do adversário. Na sequência 2×0 em cima do Peñarol na Baixada e 4×1 no Uruguai. Contra o caracas, 2×1 no Joaquim Américo e o mesmo placar na Venezuela. Nas quartas-de-final, o único revés em solo atleticano. 1×0 para o Bahia, mas a vaga garantida nos pênaltis.

O comandante deixou clara a importância de sair na frente neste primeiro confronto. Nunes quer montar uma estratégia para que o Rubro-Negro termine a partida com vantagem.

“Vamos ter o discernimento para avaliar, com a direção, o que é melhor para o time e fazermos um grande jogo na quarta-feira nessa primeira final da semi”, disse o treinador, feliz pela fase que vive.

O técnico Tiago Nunes completou um turno à frente do Atlético no Brasileirão. Isso porque quando assumiu a equipe, seu primeiro compromisso foi diante do Internacional, no dia 19 de julho. Na ocasião os times empataram em 2×2 na Arena da Baixada.

“Meu momento é especial. As pessoas que me acompanham a mais tempo sabem que eu trabalhei muito para estar em uma posição como essa. Trabalhei em times de terceira, segunda e primeira divisão do Campeonato Gaúcho, em outros sete estados do Brasil afora, sempre buscando oportunidades”, explicou, grato pela chance que teve na equipe principal.

“O Atlético me abriu as portas, primeiro em uma categoria de base, aí circunstancialmente a oportunidade veio. Me sinto muito feliz, muito honrado. Me sinto habilitado para fazer o que venho fazendo”, finalizou.