Atlético Paranaense aposta na defesa pra seguir vivo na Libertadores

9 Ago 2017 Fonte: Ricardo Brejinski Esportes
weverton-destacou-confianca-do-time-apos-vitorias-825x550

weverton-destacou-confianca-do-time-apos-vitorias-825x550

O Atlético viajou ontem para São Paulo e seguiu caminho para Santos, onde amanhã enfrenta o Santos, às 21h45, na Vila Belmiro, naquele que pode ser considerado o jogo mais decisivo do ano. Precisando vencer por dois gols de diferença para avançar para as quartas de final da Libertadores, o Furacão se apega no crescimento recente no Campeonato Brasileiro para confiar no triunfo necessário para garantir a vaga, mas, principalmente, à defesa.

Nos últimos três jogos, o Rubro-Negro venceu os três, mas apenas em um conseguiu o placar que será necessário amanhã (na goleada por 5×0 sobre o Avaí). Mas não foi vazado nenhuma vez, mesmo jogando fora de casa (nos triunfos por 1×0 sobre Vasco e Palmeiras).

“Vai ser uma grande partida. Na Libertadores sempre é isso, com jogos difíceis. O fato de não levarmos gols nos dá a chance de vencer a partida e é isto que o Fabiano (Soares, técnico) vem pedindo para a gente. Estamos procurando seguir o que ele vem pedindo e nos últimos jogos deu certo”, disse o goleiro Weverton, grande responsável pela invencibilidade do setor defensivo.

A diferença para os jogos contra Vasco e Palmeiras é que após marcar o gol, o Atlético acabou recuando e apostando justamente na defesa para garantir os três pontos. Na Vila Belmiro, o time não poderá abrir mão de atacar até conseguir o 2×0. Até por isso, Fabiano Soares e a comissão técnica optaram por inscrever o lateral-esquerdo Fabrício e o atacante Ribamar para este confronto – peças que deixam o time mais ofensivo e que provavelmente serão titulares -.

Mais do que os resultados positivos, o bom desempenho nas últimas partidas deixou o time mais confiante. Se até dez dias atrás a cada confronto os jogadores eram vaiados e demonstravam ansiedade para acabar com a má fase, da semana passada pra cá o Furacão tirou o ’caminhão das costas’, como Fabiano Soares mesmo disse, e passou a ter tranquilidade e confiança para acreditar que é possível reverter a derrota por 3×2 no jogo de ida, na Vila Capanema, mesmo que o Peixe seja o favorito.

“Temos muita confiança no nosso trabalho. Sabemos que somos capazes e isso é o que importa para nós. Temos que sair daqui com a convicção de que podemos ir lá e fazer um grande jogo. O resultado será consequência daquilo que fizermos em campo. Estamos crescendo, ganhando confiança, e o que menos importa para nós é a opinião dos outros. No começo também estávamos no grupo mais difícil, falavam que não íamos nos classificar e quase terminamos em primeiro”, acrescentou Weverton.


Mais Notícias