Chape vence e fica perto de vaga; suposta escalação irregular vira polêmica

18 Mai 2017 Fonte: Uol Esportes
Luiz Otávio foi titular nesta quarta-feira contra Lanús

Luiz Otávio foi titular nesta quarta-feira contra Lanús

A Chapecoense acordou na Copa Libertadores - pelo menos dentro das quatro linhas. Nesta quarta-feira (17), a equipe brasileira superou o Lanús-ARG por 2 a 1 na Argentina e embolou a briga por uma vaga nas oitavas de final da competição. No entanto, uma possível escalação irregular pode atrapalhar o time catarinense no torneio continental.

A polêmica envolve o zagueiro Luiz Otávio, expulso na partida contra o Nacional-URU. Para a Chapecoense, a suspensão de um jogo já havia sido cumprida na decisão da Recopa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional.

Segundo apurou o UOL Esporte, a Chape recebeu, momentos antes de a bola rolar, um comunicado da Conmebol de que o jogador havia sido julgado e suspenso por três partidas - além de uma multa de 3 mil dólares. A equipe, no entanto, o escalou como titular da mesma maneira.

"Estamos convictos da nossa decisão. O jogador que entrou em campo estava dentro do regulamento e não temos nada a declarar com relação a isso. Estamos tranquilos com essa decisão, que foi minha como presidente do clube", disse Plínio David de Nês.

A Chapecoense abriu o placar com Wellington Paulista. Aos 23min da etapa inicial, Reinaldo encontrou Arthur, que cruzou na medida para o atacante cabecear na primeira trave e garantir o triunfo da Chapecoense. O problema é que o mesmo camisa 9 colocou a mão na bola no segundo tempo, possibilitando o empate dos donos da casa em uma cobrança de pênalti.

Para coroar a polêmica, Luiz Otávio ainda marcou o gol da vitória no final da partida. Já aos 43min da etapa final, Reinaldo cobrou um lateral na área e o zagueiro apareceu de surpresa para testar para o fundo do gol.

Com o resultado positivo, a Chapecoense sobe ao terceiro lugar do Grupo 7, com sete pontos, mesma pontuação que o Lanús. O Nacional-URU lidera a chave com oito, enquanto o Zulia, da Venezuela, é o lanterna com cinco.

Assim, na próxima e última rodada do grupo, a Chape depende apenas de suas forças para seguir na Libertadores, já que enfrenta o Zulia em Chapecó, enquanto Lanús e Nacional se enfrentarão em uma decisão no Uruguai.


Mais Notícias