Estudante muçulmano é cruelmente espancado e morre horas depois no hospital

16 Abr 2018 Fonte: Google Maps Destaques
O jovem foi sepultado neste domingo no Cemitério Muçulmano Jardim de Allah, no CIC. Foto: Google Maps

O jovem foi sepultado neste domingo no Cemitério Muçulmano Jardim de Allah, no CIC. Foto: Google Maps

O estudante muçulmano Alex Fadi Zaher, 22 anos, morreu no Hospital Cajuru, na noite deste sábado (14), após ser severamente agredido na manhã do mesmo dia, no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. O homicídio é uma surpresa para a família, que relatou à polícia que o jovem não tinha inimigos.

O crime ocorreu por volta das 6h na Rua Eduardo Pinto da Rocha, a algumas quadras da casa da vítima. Conforme a família do jovem declarou à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Alex saiu de sua residência, na manhã de sábado, para encontrar um amigo.

Depois da agressão, ele foi socorrido pelo Siate e levado ao Hospital Cajuru, onde morreu horas mais tarde.

Violência

Alex teve cortes no rosto, um ferimento no crânio e hemorragia cerebral, e somente o laudo de necropsia deverá revelar com qual objeto o estudante foi agredido. O crime não teve testemunhas.

O estudante, que é brasileiro, mas tem família libanesa, foi sepultado na manhã deste domingo no Cemitério Muçulmano Jardim de Allah, no bairro CIC.

A DHPP investiga o crime. Denúncias e informações que possam ajudar a polícia a solucionar o caso podem ser feitas de maneira anônima pelo telefone 0800-6431-121.