Girotto pede música, Chape pinta o sete e goleia Tubarão na Arena Condá

19 Mar 2017 Fonte: Globo esportes Esportes
Andrei Girotto marcou três gols em 24 minutos (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

Andrei Girotto marcou três gols em 24 minutos (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

As mudanças no ataque já indicavam uma insatisfação de Vagner Mancini com o poder de fogo da Chapecoense. Coube, entretanto, ao jogador mais recuado de seu meio-campo resolver todos os problemas. E como resolveu! Foram necessários somente 24 minutos para Andrey Girotto balançar as redes três vezes e amenizar qualquer ressaca pela derrota n Libertadores. Sempre em bolas aéreas, o volante apareceu como homem surpresa para resolver a vida da Chape no primeiro tempo, que ainda teve gol de Dodô após jogada individual de Rossi. O Tubarão até se esforçou, obrigou Arthur a fazer boas defesas. Apenas espasmos de um adversário que já estava na lona.

Com a vitória praticamente assegurada, Mancini apostou em um fator para manter a motivação da torcida e da equipe no segundo tempo: Apodi. Agredido por um ex-empresário durante a semana, o lateral foi ovacionado ao entrar em campo e retribuiu com correria e assistência. Após boa jogada, serviu Rossi, aos sete, em mais um gol com origem pela direita. Pouco depois, o roteiro se repetiu e Túlio de Melo fez o sexto ao escorar cobrança de escanteio. A Chape jogava leve, solta e não perdia a fome de gol. Dodô parou em Luiz Carlos, Rossi acertou a trave. Bombardeio verde.


Mais Notícias