Girotto pede música, Chape pinta o sete e goleia Tubarão na Arena Condá

19 Mar 2017 Fonte: Globo esportes Esportes
Andrei Girotto marcou três gols em 24 minutos (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

Andrei Girotto marcou três gols em 24 minutos (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

As mudanças no ataque já indicavam uma insatisfação de Vagner Mancini com o poder de fogo da Chapecoense. Coube, entretanto, ao jogador mais recuado de seu meio-campo resolver todos os problemas. E como resolveu! Foram necessários somente 24 minutos para Andrey Girotto balançar as redes três vezes e amenizar qualquer ressaca pela derrota n Libertadores. Sempre em bolas aéreas, o volante apareceu como homem surpresa para resolver a vida da Chape no primeiro tempo, que ainda teve gol de Dodô após jogada individual de Rossi. O Tubarão até se esforçou, obrigou Arthur a fazer boas defesas. Apenas espasmos de um adversário que já estava na lona.

Com a vitória praticamente assegurada, Mancini apostou em um fator para manter a motivação da torcida e da equipe no segundo tempo: Apodi. Agredido por um ex-empresário durante a semana, o lateral foi ovacionado ao entrar em campo e retribuiu com correria e assistência. Após boa jogada, serviu Rossi, aos sete, em mais um gol com origem pela direita. Pouco depois, o roteiro se repetiu e Túlio de Melo fez o sexto ao escorar cobrança de escanteio. A Chape jogava leve, solta e não perdia a fome de gol. Dodô parou em Luiz Carlos, Rossi acertou a trave. Bombardeio verde.


Mais Notícias

Conmebol suspende Felipe Melo provisoriamente por três jogos

Confederação anuncia pena a volante do Palmeiras, que agora aguarda decisão do Comitê de Disciplina; jogadores do Peñarol também são punidos

Município entrega uniforme para atletas da Escolinha de Base

Os uniformes fazem parte dos seis kits recebidos do Governo do Estado no mês de março

Castelo Willys/Armazém Silva larga na frente no Campeonato Municipal de Bocha

Aconteceu na noite de desta quarta feira (26/04), a primeira partida da final jogo de ida do campeonato Municipal de Bochas 2017.

Análise: Palmeiras se transforma no intervalo e vira jogo histórico no Uruguai

Na partida marcada pela lamentável briga generalizada após o apito final, Verdão supera primeiro tempo sofrível com mudança tática no segundo tempo