Homem assassina a ex, entra em igreja evangélica e mata 3 em Minas

22 Mai 2019 Fonte: Fernanda Canofre Destaques
 Homem assassina a ex, entra em igreja evangélica e mata 3 em Minas

Homem assassina a ex, entra em igreja evangélica e mata 3 em Minas (Foto: Marco Aurélio )

Um homem abriu fogo dentro de uma igreja evangélica na cidade de Paracatu (MG), a cerca de 500 km de Belo Horizonte, na noite desta terça-feira (21), matando três pessoas. Antes de chegar ao local, ele assassinou a ex-namorada com um canivete.

O homem foi identificado pela PM como sendo Rudson Aragão Guimarães, 39. Ele usou uma pistola calibre 36 no ataque.

A ex foi morta com um golpe de canivete no pescoço, em frente da mãe e da irmã dele, na casa da família. Não houve discussão ou briga entre eles, de acordo com a Polícia Militar.

Segundo o Corpo de Bombeiros da cidade, a residência fica a poucos quarteirões da igreja batista, que eles frequentavam, para onde ele se dirigiu em seguida. No local, havia uma reunião com cerca de 20 pessoas.



De acordo com a polícia, o homem chegou armado, chamando pelo pastor, com falas desconexas, e dizendo que havia voltado do inferno para cumprir uma missão. Primeiro, ele atirou no pastor, que conseguiu fugir, em seguida atingiu duas pessoas, um homem e uma mulher. Ele ainda segurou outra mulher e a manteve como refém. 

Uma equipe da PM que estava no bairro ouviu os disparos e seguiu até a igreja. Quando os policiais chegaram ao local, ele atirou na cabeça da refém, que também morreu. 

“A guarnição, para proteger as demais pessoas que estavam na igreja, efetuou disparos contra o autor. Ele caiu, foi atingido por um tiro no peito, na clavícula. Possuía mais seis munições intactas, certamente faria mais vítimas”, disse à Folha o tenente coronel Luiz Magalhães.

As vítimas e o atirador foram encaminhados ao hospital municipal de Paracatu. Quatro óbitos foram confirmados —além da ex, duas mulheres e um homem. Todas as vítimas chegaram ao local em estado grave. 


O atirador passou por cirurgia e foi internado na UTI em estado grave. 

De acordo com a polícia militar, as vítimas mortas foram: Heloisa Vieira Andrade (ex-namorada de Rudson), Rosangela Albernaz, Marilene Marins de Melo Neves e Antônio Rama (pai do pastor). 


Galeria