O que o Inter precisa para chegar ao G-4 e cumprir meta antes da parada da Copa América

11 Jun 2019 Esportes
 O que o Inter precisa para chegar ao G-4 e cumprir meta antes da parada da Copa América

O que o Inter precisa para chegar ao G-4 e cumprir meta antes da parada da Copa América

Inter vive dias de cobranças internas para esquecer a derrota por 2 a 1 para o Vasco, na última sexta-feira, em São Januário. Ainda sem vencer e com campanha de Z-4 fora de casa no Brasileirão, os colorados recebem o Bahia nesta quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, pela 9ª rodada, com muito mais em vista do que a chance de entrar no recesso com uma boa impressão para a torcida.

Além de apagar, ou pelo menos atenuar, a atuação apática no Rio de janeiro, o Inter fica mais próximo de alcançar o G-4 se mantiver os 100% de aproveitamento em casa. Assim, poderá cumprir a última meta estipulada pela diretoria e comissão técnica até a parada da Copa América.

– Vai ser um grande jogo. Bahia vem demonstrando um grande futebol esse ano. Jogo difícil, que vai fechar essa etapa do primeiro semestre. Temos que manter os 100%. Ainda mais depois do último resultado fora de casa. Vai ser complicado, mas temos condições de vencer. A gente se sente muito bem em casa. Os números mostram isso – analisa o lateral-esquerdo Uendel.

Odair Hellmann conversa com grupo do Inter antes de treino — Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter

Atualmente, o Inter é sétimo colocado, com 13 pontos. A equipe está a dois pontos do Botafogo, último integrante do G-4, com 15, e a um do rival nesta quarta, o Bahia, que fecha o G-6 com 14.

A depender da combinação, o Colorado pode até encerrar a primeira leva de jogos em terceiro. Em contrapartida, uma derrota em casa tem como consequência mais grave a queda em até quatro posições.

  • Vencer o Bahia em casa
  • Torcer por tropeços de ao menos dois dos rivais que estão à frente: Botafogo (4º) contra o Grêmio, em casa, Flamengo (5º) contra o CSA, fora, e Atlético-MG (3º) contra o São Paulo, em casa

Até o momento, o Inter já cumpriu dois de seus objetivos para o primeiro semestre: se classificou com sobras e em primeiro do grupo na Libertadores e avançou às quartas de final da Copa do Brasil. O rival nas oitavas da competição continental será o Nacional-URU. No mata-mata nacional, o adversário será o Palmeiras.

Além das metas traçadas, o Inter tenta apagar a má impressão deixada na derrota contra o Vasco. Assim, pode entrar no recesso com mais tranquilidade para fazer análises e montar o elenco para o segundo semestre.

– Com todo respeito ao Vasco, tínhamos obrigação de vencer aqui. São pontos que farão falta. Algo de bom serve para ter mais condições diagnosticadas. Precisamos tirar lições da derrota. Serve para o futuro – analisou o vice de futebol Roberto Melo após a derrota em São Januário.

Odair definirá o time nesta terça-feira, em treino fechado. Com desconforto muscular na coxa esquerda, Edenílson tem status de dúvida. Caso ele não atue, Patrick será o titular no meio-campo. Ainda sem Rodrigo Moledo e com Emerson Santos suspenso, Roberto formará dupla com Víctor Cuesta na zaga.

Inter e Bahia se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, pela 9ª rodada do Brasileirão. A partida será a última das duas equipes antes da parada para a Copa América.