Paciente que morreu suspeita de Covid-19 em Toledo não tem caixão lacrado e MP pede investigação

22 Mai 2020 Fonte: Redação/Juliet Manfrin Destaques
Paciente que morreu suspeita de Covid-19 em Toledo não tem caixão lacrado e MP pede investigação

Paciente que morreu suspeita de Covid-19 em Toledo não tem caixão lacrado e MP pede investigação

O Ministério Público em Toledo solicitou diligências para uma investigação com a Vigilância Sanitária do Município nesta sexta-feira (22) de um serviço funerário realizado na cidade. Quem solicitou a verificação dos fatos foi o promotor José Roberto Moreia.

Quem também anuncia que está investigando a denúncia é o vereador Ademar Dorfschmidt  que é presidente da Comissão de Saúde da Câmara e membro do COE.

Isso porque, no documento de óbito de um idoso de 76 anos consta morte suspeita por Covid-19. Os exames ainda não confirmaram a doença, mas como medida de precaução, as determinações sanitárias não teriam sido cumpridas pela funerária que participa do rodízio do serviço consorciado em Toledo.

Segundo Ademar, essa seria uma condição inadmissível uma vez que muitas pessoas passaram pelo funeral, que ocorreu na Cripta da Catedral, e que se trata de uma condição de saúde pública, com risco de diversas contaminações caso seja confirmada a morte pelo novo coronavírus.

O homem estava internado no Hospital HCO e faleceu ontem.

“Estamos investigando essa possível irregularidade praticada pela Funerária Conforplan, que desobedeceu ordem de hospital e recomendações da Vigilância Sanitária em atendimento funeral com suspeita de Covid-19, colocando em risco familiares e demais pessoas que estiveram no velório”, afirmou o vereador.

Ademar seguiu alertando que, “de acordo com informações extraoficiais da Vigilância, todas essas pessoas poderão ser submetidas a monitoramento”. “Se forem confirmados os fatos, o representante da empresa poderá responder inclusive por crime contra a saúde pública”, ressaltou.

O corpo já foi sepultado no Cemitério Cristo Rei.

A reportagem fez contato com a empresa funerária, mas a informação dada pela atendente foi de que a pessoa responsável por dar entrevistas não estava e não poderia mais ser localizada hoje, somente neste sábado. Até o momento não houve retorno. A Prefeitura de Toledo diz que em breve se manifestará sobre o caso.

 

Atualização às 17h49

A Prefeitura de Toledo se manifestou por meio de nota. Nela o Paço afirma que "o Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Toledo informa que solicitou informações à funerária sobre o descumprimento do protocolo com relação a óbito suspeito de Covid-19. O Departamento aguarda o pronunciamento oficial da funerária até a próxima segunda-feira (25).  O caso já é de conhecimento do Ministério Público.".

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO GRUPO DE WHATSAPP DO SITE PORTAL PALOTINA. SE VOCÊ JÁ ESTA EM ALGUM GRUPO NÃO A NECESSIDADE DE ENTRAR

Via: Redação/Juliet Manfrin - Foto: Divulgação