Rede social do futuro? Conheça a Vero que, sem algoritmos, promete destronar o Facebook!

1 Mar 2018 Fonte: marketingdeconteúdo Marketing Digital
vero

vero

 Vero foi criada em 2015, mas começou a chamar a atenção de influencers, famosos e do público geral, especialmente por se comprometer a não apresentar anúncios nem possuir um algoritmo.

Mas então, como a rede conseguirá se manter sem o patrocínio de empresas anunciantes?

 

Até então o cadastro na rede social é gratuito — em agradecimento ao primeiro milhão de usuários cadastrados, porém segundo a página oficial do aplicativo, as pessoas serão convidadas a pagar um valor anual para utilizar a rede.

Além disso, as empresas presentes na rede poderão comercializar produtos online em seus perfis, e deles será cobrado uma taxa percentual sobre a venda.

Porém, para garantir que as empresas não dominem a rede e ela acabe se tornando mais um canal com mais participação das empresas do que relações meramente sociais, eles prometem tratar todos os usuários — físicos ou jurídicos — da mesma forma, garantindo que as pessoas tenham acesso apenas ao que realmente interessa.

Outros diferenciais do Vero

O primeiro deles é que a rede funciona, até então, apenas pelo aplicativo. O site é apenas um canal para explicação do “manifesto” a favor das interações sociais e também como um portal institucional.

Além disso, não existe uma curadoria de conteúdo. Com isso o feed é 100% formado pelos conteúdos das suas conexões ou das pessoas que você segue, em ordem cronológica.

Outro ponto interessante é que eles coletam dos usuários apenas os dados que consideram relevantes para o login na rede social: email, senha e telefone. E eles prometem monitorar apenas informações relacionadas ao uso da rede ou em caso de alguma reclamação dos direitos do usuário.

Com isso — sem algorítimos ou bots para entender o comportamento dos usuários — a ideia é que realmente o seu feed contenha apenas informações relevantes e escolhidas por você.

Usabilidade do aplicativo

Devido ao número expressivo de downloads nas últimas semanas, o aplicativo passou por alguns problemas — pessoas não conseguiram criar a conta ou tiveram dificuldade de acesso, por lentidão por exemplo.

Os conteúdos são organizados em “collections”, separados por categorias, o que facilita que você encontre as postagens com as quais já interagiu através dos boards.

captura de tela vero

E, da mesma maneira, ao realizar uma postagem o user escolhe qual a categoria do seu conteúdo e pode compartilhar o que está vendo/ouvindo/lendo/visitando, indicando ou não para a sua rede.

captura de tela verocaptura de tela vero

 

O uso de hashtags é feito também para classificar esses conteúdos, mas também na página inicial para que os usuários possam acompanhar tendências

captura de tela vero

Outro diferencial é que os usuários podem escolher quem irá visualizar as suas publicaçõesno ato da postagem, aumentando a privacidade das pessoas que utilizam a rede.

captura de tela vero
Existem níveis de relacionamento — Close Friends, Friends, Acquaintances e Followers — e assim você determina na timeline de quem os seus conteúdos podem aparecer.

E os seus conteúdos ainda podem ser compartilhados em outras redes como o Twitter e o Facebook.

O que esperar para as próximas semanas

Nós aqui da Rock testamos o app e gostamos bastante do formato e do conceito da rede.

O único problema é que ele ainda está com alguns problemas de funcionalidade — as vezes é muito demorado acessar o app, o que acreditamos que aconteceu pelo repentino aumento de usuários.

Porém, o que a gente indica é que você fique atento às notícias sobre o Vero, baixe para testar e já comece a se familiarizar com a ideia. A muito tempo uma rede dava tanto ibope, então é melhor se prevenir.