Saindo da hiperconexão: quatro atividades que podem ajudar a ter foco e a evitar as notificações das redes sociais

18 Nov 2019 Fonte: Divulgação Destaques
Saindo da hiperconexão: quatro atividades que podem ajudar a ter foco e a evitar as notificações das redes sociais

Saindo da hiperconexão: quatro atividades que podem ajudar a ter foco e a evitar as notificações das redes sociais

Os tempos atuais são bem difíceis para aqueles que preferem se desvencilhar do mundo digital. A internet com certeza trouxe muitas coisas boas, como o fácil acesso a informações que antes estavam escondidas ou esquecidas em cantos raramente explorados pelo mundo, mas um dos seus lados negativos é a nossa recém-encontrada hiperconectividade, que pode nos manter navegando pela rede 24 horas por dia sem o mínimo de rumo.

Junte isso às mecânicas das redes sociais, que te dão um fluxo quase infinito de postagens e afins para te manter engajado na plataforma, e assim está pronta a receita para um potencial desastre para aqueles que querem ter mais foco em suas explorações digitais. A internet, afinal, pode ter um fim muito mais educativo e enriquecedor do que apenas ser exposto às vitrines da vida alheia.

O que, no entanto, pode estar faltando em sua vida para conseguir sair desse ciclo é justamente a possibilidade de se focar e também de ter uma guia para tirar sua atenção das diversões mais automáticas. É por isso que listamos aqui quatro opções de atividades que podem ser feitas com o celular e com o computador e que podem ajudar você a se retirar da enxurrada diária de notificações das redes sociais.

Livros ainda estão em voga

Pelo fato de o livro impresso não ser mais uma grande parte do nosso cotidiano, muitos acharam que ele estava morto. Essas pessoas, entretanto, estavam enganadas, pois o livro (e, consequentemente, a escrita) sempre prezou sua capacidade de se adaptar às novas tecnologias.

Hoje em dia, não é mais preciso manter um “quarto da bagunça” recheado de livros velhos para manter uma vasta biblioteca. Por meio de inovações como o Kindle, o leitor de eBooks da Amazon, e até mesmo utilizando o seu celular, já é possível manter milhares de livros armazenados tanto no aparelho quanto na internet por meio da “nuvem”. E, para os que não estão conseguindo encontrar tempo para sentar e ler, existem também os audiobooks disponíveis por serviços pagos (como o Audible) e gratuitos (como a Librivox).

Jogos para qualquer tipo de pessoa

Os estereótipos rondando o mundo dos jogos (e dos jogadores), principalmente os de videogame, já são coisa do passado. Hoje, esse passatempo conquista pessoas de todas as idades – algo que inclui até mesmo os mais velhos, que passaram boa parte das décadas passadas preocupados com a saúde dos olhos dos seus filhos por conta do tempo que eles passavam olhando a tela da TV ou do computador.

Atualmente, os três meios mais conhecidos para se divertir com videogames são o computador, o celular e o console de videogames. O primeiro abre caminho, entre outros, a sites como o Click Jogos e a plataformas que oferecem jogos de cassino online, que dão acesso a produtos diversos, incluindo os melhores caça-níqueis online. Já o segundo te permite jogar vários jogos que servem como um excelente passatempo durante suas jornadas diárias. O console de videogames, por sua vez, exige um pouco mais de dinheiro e dedicação de tempo, mas ambos os investimentos valem a pena para quem quer ter em mãos algumas das melhores obras de entretenimento lançadas nos últimos anos.

Podcast traz informação e entretenimento

Os podcasts, que funcionam como um programa de rádio feito pela internet, entraram recentemente na consciência coletiva do brasileiro graças aos grandes conglomerados midiáticos, com empresas como a Globo criando programas próprios sobre notícias para manter seus consumidores informados em uma “nova mídia”. Entretanto, os podcasts não têm nada de novo, nem mesmo para os brasileiros, que já compunham um dos grandes públicos consumidores do mercado no espaço mundial antes mesmo da chegada dos “gigantes”.

Acessar podcasts é bem fácil. Uma pesquisa no Google já logo indica programas dos mais diversos assuntos, desde temas voltados a públicos mais específicos até notícias em geral, a respeito de economia  e política. Para ouvir esses programas, basta entrar no site e usar o tocador disponível ali. É possível também procurar por podcasts no YouTube, que irá indicar alguns dos programas mais ouvidos da internet – ainda que alguns deles, como o Joe Rogan Experience, sejam em inglês.

Música ainda é parte vital do nosso cotidiano

Mas, se tem uma mídia que dificilmente será extinta, essa mídia é a música. As gravadoras podem estar enfrentando alguns problemas em obter os lucros exorbitantes de tempos passados, visto que não têm mais o domínio total sobre o mercado, uma vez que artistas e bandas independentes se tornam um fator muito maior no meio musical a cada ano que passa, mas com as novas tecnologias isso não afeta o ato de criar música e divulgá-la.

O bom e velho aparelho de som com acesso a estações FM já basta para nos manter entretidos enquanto lavamos aquela pilha de louça deixada para trás no sábado à noite. Mas, para aqueles que desejam ficar mais conectados à tecnologia, as opções são múltiplas também. Pelo celular, as plataformas de streaming, como Spotify e Deezer, são as opções mais famosas. Também é possível acessar o YouTube e utilizar o seu serviço exclusivo de música, que oferece um bom serviço. Isso sem deixar de mencionar a Amazon, cuja chegada no Brasil trouxe também a sua “caixa de som”, o Echo, que se integra à inteligência artificial Alexa para conectar a sua casa inteira à sua voz – incluindo os tocadores de música!

Como podemos ver, nem só de rede social se vive nesta vida. Aproveite as dicas para descansar um pouco de tantas interações sociais online e notificações e, ainda assim, se manter conectado.