Santos empata em "jogo feio" e mantém liderança na Libertadores

20 Abr 2017 Fonte: Uol Esportes
Santos empata em

Santos empata em "jogo feio" e mantém liderança na Libertadores (Foto: Leonardo Muñoz/EFE ... - Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/libertadores/ultimas-noticias/2017/04/19/santa-fe-x-santos.htm?cmpid=copiaecola )

O Santos empatou diante do Santa Fe por 0 a 0, nesta quarta-feira, no estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia, em jogo válido pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. O jogo foi bastante feio e só teve emoções nos cinco minutos finais, após expulsão do lateral Jean Mota, do Santos. O time colombiano ameaçou uma pressão, mas sequer obrigou o goleiro Vanderlei a fazer uma defesa.

Apesar do jogo feio, o resultado mantém a equipe santista na liderança do grupo 2 da competição continental, com cinco pontos ganhos. Santa Fe e The Strongest seguem logo atrás, com quatro pontos. 

Desclassificado no Campeonato Paulista, o Santos só volta a campo daqui a 14 dias, quando enfrenta o mesmo Santa Fe, desta vez no estádio do Pacaembu, pela quarta rodada da Libertadores. Dorival Júnior terá um tempo incomum para trabalhar com o elenco santista. 

Quem foi bem: Vitor Ferraz foi um dos poucos ousados no jogo

O lateral Victor Ferraz foi um dos poucos jogadores ousados no jogo. Além de não comprometer na marcação, o lateral apoiou e sofreu bastante. Foi o atleta que chegou mais perto do gol ao finalizar na trave. Ferraz ainda salvou o Santos da derrota ao tira uma bola em cima da linha no minuto final.

Quem foi mal: Ricardo Oliveira quase não pega na bola e sai irritado

O atacante Ricardo Oliveira quase não pegou na bola no jogo contra o Santa Fe. O atacante só apareceu no jogo no primeiro tempo, quando finalizou de fora da área e acertou as arquibancadas do El Campín. Substituído no início do 2º tempo, ele se irritou. Segundo informações do SporTV, o camisa 9 chutou um copo e acertou em água até em membros da comissão técnica. Em seguida, ele se desculpou. 

Jean Mota é expulso em jogo de "cartões disparados"

 

Luis Acosta/AFP

 

O árbitro fugiu o estilo Libertadores, que deixa a bola rolar, e parou bastante o jogo com faltas. Ele também não economizou nos cartões. Foram 8 no total. Jean Mota tomou dois deles e foi expulso. O primeiro cartão foi por falta cometida, enquanto o segundo foi por retardar o início da partida. 

Sono! Nenhum chute em direção ao gol no 1º tempo

O primeiro tempo entre Santa Fe e Santos foi sonolento. A primeira etapa terminou sem nenhuma finalização a gol. Ricardo Oliveira até arriscou de fora da área, mas não dá pra contar como chute a gol. A bola foi na arquibancada. Castellanos e Vanderlei não fizeram nenhuma defesa. Os dois times foram conservadores, apostaram na posse de bola e troca de passes. As jogadas verticais não existiram. O Santos não sofreu a costumeira pressão de quem atua fora de casa nos primeiros 15 minutos iniciais. Por outro lado, a equipe santista não aproveitou a tranquilidade e "imitou" o estilo de jogo dos colombianos.

1 minuto de silêncio! Colombianos "matam" Ricardo Oliveira

 

Guillermo Muñoz/AFP

 

Era para o Santa Fe prestar homenagem ao ex-atacante do Santos, kaneco, que faleceu nesta terça-feira, vítima de câncer. Mas os colombianos comentaram uma gafe e anunciaram 1 minuto de silêncio ao atacante Ricardo Oliveira. A diretoria do adversário santista prometeu se desculpar após o jogo. 

Polêmica envolvendo Cleber será resolvida em reunião

O zagueiro Cleber, segundo reforço mais caro do Santos neste ano (custou R$ 7,3 milhões), foi barrado da viagem a Bogotá. Dorival Júnior alega que o defensor possui uma lesão que o impede de ser titular. Cleber, por sua vez, ressalta que só precisa de ritmo de jogo e que precisa jogar para isso. Atleta e jogador têm reunião marcada no retorno da delegação santista ao Brasil para discutir o assunto.

FICHA TÉCNICA
SANTA FE 0 X 0 SANTOS

Data: 19 de abril de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Local: Estádio El Campín, em Bogotá-COL
Árbitro: Fernando Rapallini-ARG
Assistentes: Juan P. Belatti-ARG e Gabriel Chade-AGR

Cartões amarelos: Jean Mota, Thiago Maia e Bruno Henrique (Santos); Gordillo, Perlaza e Gomes (Santa Fe)

Santa Fe: Leandro Castellanos; Juan Daniel Roa, David Moya, Antonio Urrego e Dairon Mosquera; Baldomero Perlaza (Pérez), Yeison Gordillo; Jonatan Gómez, Johan Arango; Valencia (Ceter) e Andrés Stracqualursi. Técnico: Gustavo Costas

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Leandro Donizete), Bruno Henrique (Yuri) e Ricardo Oliveira (Copete). Técnico: Dorival Júnior