Toledo vence o Athletico nos acréscimos e sai em vantagem na final do Paranaense

15 Abr 2019 Fonte: Globoesporte Esportes
Toledo vence o Athletico nos acréscimos e sai em vantagem na final do Paranaense

Toledo vence o Athletico nos acréscimos e sai em vantagem na final do Paranaense

  • Deu tudo certo para o Toledo na primeira partida da final do Paranaense, neste domingo, em casa. Depois de segurar o Athletico durante toda a partida, o Porco fez o seu gol já nos acréscimos com Fandinho, que deixou o placar em 1 a 0 e com vantagem para o segundo jogo decisivo,na Baixada. O Furacão tentou mais durante toda a partida, mas também mostrou pouca capacidade de finalizar. O primeiro e o segundo tempo foram de poucas emoções, com algumas chances raras e uma pequena luta particular entre Erick, do Athletico, e André Luiz, do Toledo, mas sem grandes momentos. Depois de tanto banho-maria, quando o jogo estava para acabar, o Porco resolveu.

  • Como fica?

    A partida decisiva do Paranaense fica para a Arena da Baixada, no próximo domingo, às 16 horas. O Toledo tem a vantagem do empate para levar o título de campeão. Novo placar de 1 a 0 ou qualquer resultado com diferença de apenas um gol para o Athletico leva a decisão para os pênaltis

  • Primeiro tempo

    O jogo começou com os times mostrando muita dificuldade em finalizar. As chances foram poucas para os dois lados, que mostraram dificuldades nas jogadas ofensivas. As melhores oportunidades aconteceram com chutes fortes de fora da área. A primeira de Fandinho, pelo Toledo, e a segunda de Erick, do Athletico, que obrigou o goleiro André Luiz a fazer boa defesa. O restante do jogo foi de um Toledo mostrando o interesse em se segurar na defesa, enquanto o Athletico não sabia como criar.

  • Segundo tempo

    A partida começou com o Athletico querendo apertar mais em busca do primeiro gol. O Toledo seguia na sua pegada de se proteger e tentar um ou outro contra-ataque. Mas as chances não se tornavam em possibilidades claras para o Furacão, que não conseguia finalizar nem com Vitinho ou Bergson, muito menos com Jaderson, sumido em campo. Guanaes resolveu dar mais ritmo e tirou Jaderson e Christian para apostar em Demethryus e Poveda, mas pouco mudou. O Athletico tinha mais bola, chutava mais, mas sem muita direção. Quieto, o Toledo esperou até os 47 minutos para fazer o gol com Fandinho, de cabeça, e resolver a partida.