Viu isso? Raio mata 22 vacas que valiam até R$ 800 mil cada

13 Jan 2020 Fonte: Canal Rural Agricultura e Pecuária
Raio mata 22 vacas que valiam até R$ 800 mil cada

Raio mata 22 vacas que valiam até R$ 800 mil cada

O caso de um pecuarista da Argentina, que teve 22 vacas mortas por um raio, foi um dos conteúdos mais lidos da semana. Além dessa reportagem, conteúdos sobre a oportunidade de mercado que o Brasil pode ter com os incêndios na Austrália e a alta de 11% na polpa cítrica também tiveram destaque.

O programa Giro do Boi preparou um conteúdo especial com o engenheiro agrônomo, pós-graduado em pastagens pela Esalq-USP e consultor do Circuito da Pecuária Wagner Pires, sobre como fazer a divisão da pastagem.

Os incêndios que atingem a Austrália podem favorecer as exportações brasileiras de carne bovina para a Indonésia e também os embarques de gado vivo, segundo o diretor da Scot Consultoria, Alcides Torres. “Estes incêndios são cíclicos, mas o fogo afetou a pecuária de corte e tende a prejudicar o desempenho australiano no comér

O preço da polpa cítrica subiu mais de 11% em dezembro, na comparação mensal, segundo a Scot Consultoria. A empresa afirma que a tonelada da polpa peletizada está sendo comercializada, em média, por R$ 535, sem o frete, em São Paulo. Em relação a dezembro do ano passado, o insumo está custando 1,3% mais este ano.

Para a Scot, a alta foi puxada pelo incremento nos preços do milho, outro insumo usado na alimentação animal. 

Na terça-feira, 7, os preços do boi gordo registraram valores mais altos. A consultoria Safras & Mercado afirma que a oferta de animais segue restrita, ao mesmo tempo que a procura por bois de padrão Europa e China para exportação continua intensa.

“Assim, não há condições para os frigoríficos pressionarem os pecuaristas por preços mais baixos, mesmo neste período de queda no consumo de carne bovina no cenário doméstico”, assinalou.