Energia renovável é a visão para o futuro das propriedades

12 Mai 2022 Fonte: Débora Damasceno/Sou Agro com AEN Agricultura e Pecuária

PUBLICIDADE

(Foto: AEN)

(Foto: AEN)

Foto: Sirlei Benettisouagro

Energia renovável é um assunto que vem se tornando cada vez mais popular no agronegócio, os agricultores estão vendo potencial e bons resultados e apostam no investimento. Inclusive, o tema foi reforçado pelo secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara durante o 1° Congresso Brasileiro de Geração Compartilhada, na 48° Exposição Feira Agropecuária, Comercial e Industrial de Maringá (Expoingá).

Ortigara reforçou a empreendedores, fornecedores de equipamentos e investidores em geração de energia renovável que este ano é o momento ideal para iniciativas a favor da sustentabilidade: “É muito inteligente ter um movimento a favor da agricultura sustentável”, afirmou. Pelas normas estabelecidas pelo governo federal, empreendimentos realizados até o início do próximo ano ficarão isentos da nova taxação até 2045. Depois disso, as tarifas rurais serão igualadas às urbanas. No caso do Paraná, também está previsto o fim da tarifa rural noturna (com desconto) em 31 de dezembro de 2022.

energia

Secretário da Agricultura defende investimento em energias renováveis no campo

O secretário enfatizou ainda que o Estado vem recebendo vários investimentos que ajudam no crescimento da produção de proteínas animais. Isso vai exigir mais energia e, ao mesmo tempo, haverá produção de biomassa passível de se transformar em bioenergia. “Nós precisamos aproveitar esses potenciais para termos agricultura sustentável com energia de qualidade”, disse.

Ortigara apresentou a possibilidade oferecida pelo Estado de equalizar os juros de investimentos, conforme prevê o programa RenovaPR. No caso de energia renovável, a equalização será de 100% para projetos contratados até 31 de dezembro de 2022.

“Temos de fazer tudo para colocar maior potencial na capacidade competitiva de nossos negócios, que é também baixar custos e evitar perdas para melhorar aquilo que é nosso ganha-pão”, afirmou. Com o objetivo de garantir ainda mais possibilidades de difundir projetos de energia renovável, o secretário salientou a importância da discussão no Congresso.

O governo estadual, por meio do Programa Paraná Energia Rural Renovável (RenovaPR), apoia o produtor rural interessado em explorar energias renováveis na propriedade. No espaço Energias Renováveis, na Expoingá, interessados em usar energia solar têm técnicos do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná) à disposição para prestar esclarecimentos.

A intenção é estimular a produção de energias sustentáveis, reduzindo os custos e aumentando a competitividade agrícola. Além da energia solar, os técnicos também vão abordar a produção de biometano a partir do tratamento de dejetos.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO DE WHATSAPP DO PORTAL PALOTINA
SE VOCÊ JÁ ESTA EM UM GRUPO, NÃO TEM NECESSIDADE DE ENTRAR.