Curitibana grávida está entre os desaparecidos da tragédia de Brumadinho

Amigos e conhecidos da curitibana Fernanda Damian, 30, oficialmente dada como desaparecida

Amigos e conhecidos da curitibana Fernanda Damian, 30, oficialmente dada como desaparecida desde a última sexta (11), após a tragédia no município mineiro de Brumadinho, buscam – por meio das redes sociais – compartilhar o máximo de informações a respeito da jovem na tentativa de ajudar nas buscas pela moça.

Hospedada na cidade desde o dia 10, a jovem acompanhava o noivo, o arquiteto paulistano Luiz Taliberti, 31, numa viagem em família cujo objetivo era conhecer o Instituto Inhotim – famoso museu a céu aberto com importante acervo de arte contemporânea, localizado no município palco da tragédia.

Ao lado da família de Luiz, Fernanda estava hospedada numa pousada que, após o rompimento da barragem ficou totalmente soterrada sob 8 metros de lama, segundo informações repassadas à Tribuna do Paraná por uma amiga íntima da moça, que preferiu não ser identificada.

Grávida de 4 meses, a curitibana viajava ao lado do noivo, do sogro (Adriano Ribeiro da Silva), da cunhada (Camila Taliberti) e da esposa de Adriano, Maria de Lurdes Bueno. O objetivo da viagem, segundo a amiga da jovem, seria a celebração do noivado dela com Luiz, já que ambos residem na Austrália e passavam férias no Brasil. “Eram os últimos dias deles aqui. Saindo de Minas eles já retornariam para a Austrália. A ideia era passar esses dias com a família para decidir como seriam as celebrações do casamento e do chá de revelação do bebê que Fernanda esperava”, disse.

Tribuna do Paraná tentou contato com a família de Fernanda sem retorno. Conforme a amiga da moça, todos estão “em estado de choque”, porém o pai dela, Joel Justino de Almeida, 59, se deslocou até Brumadinho para acompanhar as buscas pela jovem e pela família do noivo. Até agora, nenhum deles foi encontrado.

Considerada a maior tragédia ambiental da história do país, o rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho (MG), aconteceu na tarde da última sexta-feira (25). Segundo última atualização da Defesa Civil do município, localizado a cerca de 65 km de Belo Horizonte, a tragédia já contabiliza 60 mortos e 292 desaparecidos.

Compartilhe

Posts Relacionados