Pecuaristas usam genética estrangeira para melhorar a qualidade do leite produzido no Paraná

Produtores compram sêmen de animais de referência para garantir espécies com produção maior e com mais qualidade.

Pecuaristas do Paraná buscam sêmen de animais estrangeiros para garantir maior produção e qualidade na cadeia leiteira do estado.

De acordo com produtores, o melhoramento genético tem sido fundamental para melhorar o leite produzido no Paraná.

“Os animais são a parte mais importante do negócio, a gente sobrevive graças a eles, então investir na parte genética dos animais é muito importante”, afirmou o produtor de leite Janus Katsman.

O produtor explica que há dez anos, uma vaca leiteira produzia, em média 20 litros de leite por dia. Hoje, a média é de 25 litros. “Conseguimos aumentar a produção e a qualidade”, disse.

Compartilhe

Posts Relacionados