Resumão do futebol internacional: um desafiante à Chuteira de Ouro e uma “pedalada” na classificação na Turquia

Mbappé desafia os dez anos de domínio do trio Messi, CR7 e Suárez na artilharia máxima dos campeonatos nacionais na Europa. No Campeonato Turco, Robinho pula do nono lugar à liderança em uma rodada

Desafio dos dez anos: desde a temporada 2009/10, somente três jogadores venceram a corrida pela Chuteira de Ouro na Europa. Ninguém precisa recorrer à memória (nem às buscas na web) para saber que dois deles são Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. O outro foi o uruguaio Luis Suárez. Mas agora tem alguém querendo quebrar essa série. O nome dele? Kilyan Mbappé.

O atacante do Paris Saint-Germain marcou três gols na incrível goleada por 9 a 0 do Paris Saint-Germain sobre Guingamp (que sono esse Campeonato Francês, me acordem quando o PSG perder um jogo, por favor). Mbappé se isolou na artilharia, com 17 gols, e foi dormir no sábado empatado com Lionel Messi no ranking da Chuteira de Ouro, com 34 pontos – o prêmio é dado ao artilheiro máximo dos campeonatos nacionais europeus, e cada liga tem peso diferente na corrida, por isso os gols dos países de mais prestígio (Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França) são multiplicados por dois.

Ah, mas se Mbappé pensa que vai ser fácil… Neste domingo, o técnico Ernesto Valverde cometeu o disparate de deixar Messi no banco contra o Leganés. E quase pagou caro por isso. O Barcelona ia se complicando, deixou o rival chegar ao empate no segundo tempo, e aí Valverde colocou Messi em campo para jogar a meia hora final da partida. Foi o suficiente. Deu um chutaço, o goleiro não segurou e Luis Suárez fez o segundo do Barça (e agora é o quinto maior artilheiro do clube em jogos oficiais). Nos acréscimos, o próprio Messi fechou o placar: 3 a 1 Barça. Alô, Mbappé, olha o Messi isolado na liderança da Chuteira de Ouro de novo, com 36 pontos (18 gols no Espanhol).

Compartilhe

Posts Relacionados