Atenção no trânsito: Paraná sedia abertura internacional do Maio Amarelo 2024

Foto: Detran

Mais de 700 pessoas se reuniram nesta segunda-feira (6) em Foz do Iguaçu para a cerimônia de abertura internacional do Maio Amarelo 2024, movimento em prol da conscientização sobre segurança no trânsito e redução dos sinistros nas estradas e vias urbanas. A solenidade ocorreu durante o 4º Seminário de Mobilidade Humana Segura e Sustentável, promovido pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), em parceria com o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR).

Este evento continua nesta terça (7) com a participação de representantes do Brasil, Paraguai, Argentina, Uruguai, Espanha, Bolívia e Portugal para debater temas sobre a segurança viária. A abertura não ocorreria no Brasil há 11 anos.

Simultaneamente, na terça, ocorre o 2° Seminário Estadual de Trânsito do Paraná, promovido Polícia Militar do Paraná. Será um fórum para compartilhar práticas, experiências e estratégias voltadas para a redução de sinistros e fatalidades no trânsito e busca reunir especialistas, autoridades, organizações e o público em geral para discutir e promover a conscientização sobre a segurança viária e mobilidade urbana sustentável.

O tema nacional da Campanha Maio Amarelo 2024 é “Paz no trânsito começa por você”, que envolve condutores, ciclistas e pedestres. No Paraná, a campanha estadual, lançada no domingo (5) pelo Detran-PR, tem como mote “No trânsito, qual é o seu rolê?”, que traz a mensagem de que cada um pode fazer a diferença nas ruas e nas estradas.

“Estamos realizando a primeira abertura internacional do Maio Amarelo no Brasil, com países participando de debates e ações concretas. É um evento importante para sintonizarmos as ações de segurança viária envolvendo a atenção de toda sociedade”, disse o diretor-presidente do Detran-PR, Adriano Furtado.

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO – A Escola Pública de Trânsito do Detran-PR está promovendo diferentes ações de educação no 4° Seminário de Mobilidade Humana Segura e Sustentável e atividades por todo o Paraná. O objetivo de destacar a importância de um comportamento seguro no trânsito.

Entre elas, para maiores de 18 anos, é utilizado um carro que simula um capotamento. Há também orientações sobre o Detranzinho, em que crianças vivenciam um ambiente de trânsito fundamentado nos conceitos do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans) e no Visão Zero, conceito de que a perda de vidas no trânsito não é aceitável e que todas as mortes e lesões graves são evitáveis por meio de ações e medidas apropriadas.

MAIO AMARELO – Maio foi escolhido para concentrar as ações de atenção no trânsito porque foi neste mês, em 2011, que a ONU propôs a Década de Ação para Segurança no Trânsito, visando conscientizar a sociedade sobre os altos índices de acidentes em ruas, estradas e rodovias.

Desde então, cidades do mundo todo promovem campanhas para incentivar técnicas de direção defensiva, o respeito ao próximo e às normas de trânsito. No Brasil, as campanhas acontecem desde 2014, sendo esta a décima edição do movimento, que conta com o apoio de órgãos públicos, empresas privadas e da sociedade em geral.

O amarelo simboliza a atenção no trânsito e foi definida também por ser uma cor de advertência. Em 2020, a ONU estabeleceu o período entre 2021 e 2030 como a Segunda Década de Ação pela Segurança no Trânsito, com a meta de reduzir em 50% as lesões e mortes no trânsito no mundo.

PRESENÇAS – Estiveram presentes no evento o tenente-coronel Omar Bail, comandante do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran); o comandante de Policiamento Especializado da Polícia Militar do Paraná, coronel Emídio Angelotti; o tenente-coronel Marcos Antônio Jahnke, secretário da Segurança Pública de Foz do Iguaçu; o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Paraná, Fernando Oliveira; o tenente-coronel Alexsandro Rodrigo Rosinksi Lima, do Batalhão de Polícia Rodoviária do Paraná; a superintendente de Trânsito da Prefeitura de Curitiba, Rosangela Maria Battistella; a diretora de Segurança no Trânsito da Secretaria Nacional de Trânsito, Maria Alice Nascimento Souza; representando Portugal, Alan Areal, presidente da Prevenção Rodoviária Portuguesa; representando a Espanha, José Antonio Mérida Fernandez, chefe Provincial da Direção Geral de Tráfego; representando a Argentina, Fabian Ponz, presidente Observatório Viário Latino-Americano; e representando o Paraguai, Luis Chris Jacobs, diretor executivo da Agência Nacional de Trânsito e Segurança Viária, entre outras autoridades.

Fonte: AEN/Pr.

Compartilhe

Posts Relacionados