Paraná tem o melhor julho de empregabilidade nas Agências do Trabalhador em 12 anos

As Agências do Trabalhador e postos avançados de atendimento empregaram 12.440 pessoas no Paraná em julho, o que mantém o Estado na liderança do ranking nacional de empregabilidade via Sine. Essas vagas representam 30,86% de todos os 40.308 contratos de trabalho intermediados pelo sistema no País e o melhor resultado neste mês nos últimos 12 anos – o recorde era em 2011, com 12.025. Também houve aumento de 13% em relação às 11.009 contratações de julho de 2022.

O estado de São Paulo, segundo colocado, encerrou o mesmo período com 6.436 encaixes, enquanto Ceará, que ficou em terceiro lugar, registrou 5.580 intermediações de mão de obra realizadas por agentes Sine. Na Região Sul, Paraná foi responsável por 80% de todas as 15.541 contratações: Rio Grande do Sul e Santa Catarina colocaram 2.494  e 607 pessoas em postos de trabalho com carteira assinada no mês, respectivamente.

As localidades que mais intermediaram contratações via Sine foram Curitiba (1.229), Cascavel (546), Marechal Cândido Rondon (383), Cianorte (366), Assis Chateaubriand (335), Campina Grande do Sul (328), Campo Largo (323), Pato Branco (313), Toledo (304), Francisco Beltrão (283), São José dos Pinhais (229), Umuarama (213), Apucarana (204), Rolândia (200), Pinhais (175) e Alto Piquiri (174).

Em Palotina Foram 76 intermediações.

Nos primeiros sete meses do ano já são 81.795 colocações no mercado de trabalho, aumento de 15% em relação às 70.619 vagas de 2022 no mesmo período. 

O secretário de Estado do Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes, relaciona o excelente desempenho do Paraná no ao esforço dos agentes da rede Sine estadual e também aos mutirões de empregabilidade promovidos pela pasta. Em julho, o Estado realizou, na Agência do Trabalhador Central de Curitiba, um mutirão voltado para trabalhadoras e trabalhadores da área da saúde, com a oferta de 1.500 vagas para profissionais técnicos e com nível superior.

“Todas as Agências do Trabalhador e postos avançados de atendimento têm metas a serem atingidas. Uma delas é que todas as unidades de atendimento avancem em intermediação de mão de obra, buscando empresas parceiras. É preciso tornar nossa rede Sine uma ferramenta acessível e interessante para o recrutamento de vagas diversificadas, ampliando a oferta de oportunidades para quem busca o primeiro emprego e também para quem possui ensino superior”, pontuou.

Compartilhe

Posts Relacionados